logotipo /imagens/bandeiras/pt.gif   /imagens/bandeiras/gb.gif   /imagens/bandeiras/it.gif   /imagens/bandeiras/es.gif   /imagens/bandeiras/fr.gif
  
Slideshow Image 1 Slideshow Image 2 Slideshow Image 3 Slideshow Image 4 Slideshow Image 5 Slideshow Image 6 Slideshow Image 7 Slideshow Image 8
Apresentação
Palavra do Pároco
Palavra de Deus e revelações privadas
Aparições e revelações
Os Santos e a interpretação da Escritura
Balasar
Beata Alexandrina
História de uma Vida
Missão
Mensagem
Espiritualidade
Mística
Colóquios
Êxtases
Orações
Fátima e Balasar
Alexandrina no mundo
Processo | Glorificação
Serviços
Horários Litúrgicos
Pastoral da Mensagem da Beata Alexandrina
Serviços aos Peregrinos
Peregrinos - Estatísticas
Destaques
Capela da Santa Cruz
Cruz de Cristo
História da Capela S. Cruz
Alexandrina e a Santa Cruz
Fundação
Protocolo
Logótipo
Corpos Gerentes
Arquivo
Notícias
Temas de Reflexão
Meditar e Rezar com a Beata Alexandrina

"Os sofrimentos...Chuva de graça"

(A flagelação durou 25 minutos e a coroação 18 minutos.)

(A Alexandrina foi acariciada docemente por Nosso Senhor.)

 

«(Jesus) Avante sempre abraçada à cruz? Nada tem que temer a esposa de Jesus e a vítima que por Ele e pelas almas se deixa imolar? Jesus é a força, Jesus é a vida? A heroína combate sempre e vence a batalha?

 

(Alexandrina) Jesus, parece que nada combato, que nada venço, que não vale nada o que sofro.

 

(Jesus) Os sofrimentos da Vossa louquinha são pérolas preciosas a cair sobre as almas dos pecadores? É uma chuva de graça a purificá-las? É o Pai que quer seus filhinhos e eles tentam fugir? Vai Ele como pobre mendigo à busca de almas que se queiram salvar e só se salvam, se generosamente se deixam imolar por Ele?

 

(Alexandrina) Meu bom Jesus, imolai-me durante anos e vidas. Imolai-me até que finde o mundo, se assim o quiserdes, eu assim o aceito, mas permiti que se salvem todos. Ó meu amor, não posso considerar nas almas que se perdem!... Tende compaixão delas. Jesus, o inferno não!... Fechai-o, fechai-o. (Notou-se uma grande aflição.) Não Jesus, crucificai-me sempre, meu Amor. Quero ser crucificada às portas do inferno, para que as almas não possam entrar, Jesus.

(Ergueu as mãos e disse:) Olhai o Vosso Sangue derramado; foi por elas, meu Amor. Vede as dores da Vossa Mãe Bendita e por elas foi também. Perdoai a todos! Salvai, salvai Jesus! São Vossos filhos! Pertencem-Vos! Sou vítima delas todas!... Vou ver Jesus, vou ver Jesus, vou ver Jesus!

 

(Ajoelhada cantou docemente assim:) (A sua voz era tão maravilhosa que prendeu todos os circunstantes a ponto de ninguém copiar a letra a não ser um, mas com custo.)

 

À porta desse Sacrário,

Ó Jesus, eu vou bater.

À porta desse Sacrário,

Ó Jesus, eu vou bater.

Vem salvar os pecadores

Vem salvar os pecadores

Ó Jesus, ó Jesus, ó Deus de Amor!

Estão em perigo, tem compaixão,

Salva, Jesus, os pecadores.

Oh Sacrário, prisão de amor

Oh Sacrário, prisão de amor

Oh! Pão bendito, oh Pão bendito!

Oh! Alimento da alma justa, da alma justa,

E bem faminta, faminta sou do Teu amor!

(Fez a comunhão espiritual assim:)

Ó Santuário, ó Santuário,

Prisão Divina do Rei de amor!

Vem, meu Jesus.

Vem ao meu peito,

Minha alma morre sem Ti, Jesus!

Vem ao meu peito,

Oh! Vem Jesus. Oh! Vem, Amor!»

(Êxtases; 05/04/1940)

Destaques
/imagens/destaques/rsz_anopastoral2016_17.jpg
Agenda
2016-2017
Ano Mariano - Fé Contemplada
8 e 9 de julho 2017
Festa do Senhor da Cruz
14 de setembro
Exaltação da Santa Cruz
13 de outubro 2017
62.º aniversário da morte da Beata Alexandrina
31 de outubro
Consagração do Mundo ao Imaculado Coração de Maria
Localização

Ver mapa maior
ContactosMoradaHorários

Tel. Igreja: (00351) 252 951 601

Tel. Fundação: (00351) 252 951 264 

Tlm Fundação: (000351) 963 649 183

E-mail: fundacao@alexandrinadebalasar.com

Rua Alexandrina Maria da Costa, 21

4570-017 Balasar PVZ

GPS     41º 24' 17'' N    8º 37' 31'' W

Receção da Igreja:

segunda feira a sábado

09h00-12h30 e 14h00-18h00

domingo

09h00 às 12h45 e 14h30 às 18h00 

                                      

Casa da Alexandrina:

Inverno

09h00-12h00 e 14h00-18h00

Verão

Semana - 09h00 às 12h00 e 14h00 às 16h00

Domingo e Dia Santo - 08h00 às 19h00