logotipo /imagens/bandeiras/pt.gif   /imagens/bandeiras/gb.gif   /imagens/bandeiras/it.gif   /imagens/bandeiras/es.gif   /imagens/bandeiras/fr.gif
  
Slideshow Image 1 Slideshow Image 2 Slideshow Image 3 Slideshow Image 4 Slideshow Image 5 Slideshow Image 6 Slideshow Image 7 Slideshow Image 8
Apresentação
Palavra do Pároco
Palavra de Deus e revelações privadas
Aparições e revelações
Os Santos e a interpretação da Escritura
Balasar
Beata Alexandrina
História de uma Vida
Missão
Mensagem
Espiritualidade
Mística
Colóquios
Êxtases
Orações
Fátima e Balasar
Alexandrina no mundo
Processo | Glorificação
Serviços
Horários Litúrgicos
Pastoral da Mensagem da Beata Alexandrina
Serviços aos Peregrinos
Peregrinos - Estatísticas
Destaques
Capela da Santa Cruz
Cruz de Cristo
História da Capela S. Cruz
Alexandrina e a Santa Cruz
Fundação
Protocolo
Logótipo
Corpos Gerentes
Arquivo
Notícias
Temas de Reflexão
Meditar e Rezar com a Beata Alexandrina

Orações de Alexandrina

A oração fazia parte do dia a dia da Beata Alexandrina. Ao longo dos anos e como se verifica nos escritos da Beata Alexandrina, a maior parte dos seus pedidos a Jesus e à Mãezinha são orações faladas ou cantadas.

 

Era através da oração que louvava, agradecia e intercedia pelos pecadores do mundo e pelas almas do purgatório. Também era uma forma da Beata Alexandrina se sentir mais próxima de Jesus e de Nossa Senhora.

 

Aqui apresentamos algumas orações, na qual os visitantes podem orar, também, com Alexandrina.

Orações a Jesus

Pode-se afirmar que Alexandrina passou a sua vida em oração com o Senhor, porque estava em permanente união com Ele. 

 

A Alexandrina elevou ao Céu orações de louvor e ação de graças, orações de perdão, orações de petição: centenas de orações. 

 

Seguem algumas dessas orações.

 

 

 

HINO AOS SACRÁRIOS

 

Na Autobiografia de Alexandrina, está o Hino aos Sacrários composto pela mesma. Esta é umas das mais belas orações de Alexandrina:

 

 

Ó meu Jesus, eu quero que cada dor que sentir, cada palpitação do meu coração, cada vez que respirar, cada segundo das horas que passar, sejam atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Eu quero que cada movimento dos meus pés, das minhas mãos, dos meus lábios, da minha língua, cada vez que abrir os meus olhos ou fechar, cada lágrima, cada sorriso, cada alegria, cada tristeza, cada atribulação, cada distração, contrariedades ou desgostos, sejam atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Eu quero que cada letra das orações que reze, ou oiça rezar, cada palavra que pronuncie ou oiça pronunciar, que leia ou oiça ler, que escreva ou veja escrever, que conte ou oiça contar, sejam atos de amor para com os Vossos Sacrários.

 

Eu quero que cada beijinho que Vos der, nas Vossas imagens, nas da Vossa e minha querida Mãezinha, nos Vossos santos ou santas, sejam atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Ó Jesus, eu quero que cada gotinha de chuva que cai do céu para a terra, toda a água que o mundo encerra, oferecida às gotas, todas as areias do mar e tudo o que o mar contém, sejam atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Eu Vos ofereço as folhas das árvores, todos os frutos que elas possam ter, as florzinhas oferecidas folhinha a folhinha (pétalas), todos os grãozinhos de sementes e cereais que possa haver no mundo, e tudo que contêm os jardins, campos, prados e montes, ofereço tudo como atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Ó Jesus, eu Vos ofereço as penas das avezinhas, o gorjeio das mesmas, os pêlos e as vozes de todos os animais, como atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Ó Jesus, eu Vos ofereço o dia e a noite, o calor e o frio, o vento, a neve, a lua, o luar, o sol, a escuridão, as estrelas do firmamento, o meu dormir, o meu sonhar, como atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Ó Jesus, eu Vos ofereço tudo o que o mundo encerra, todas as grandezas, riquezas e tesouros do mundo, tudo quanto se passar em mim, tudo quanto tenho costume de oferecer-Vos, tudo quanto se possa imaginar, como atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

Ó Jesus, aceitai o céu, a terra e o mar, tudo, tudo quanto neles se encerra, como se esse “tudo” fosse meu e de tudo pudesse dispor e oferecer-Vos como atos de amor para os Vossos Sacrários.

 

 

 

ORAÇÃO A JESUS NO SACRÁRIO

 

Na Vossa presença

Queria, ó meu Jesus, na Vossa presença estar dia e noite, a toda a hora, unida a Vós estar, e não Vos deixar, meu Jesus, sozinho no Sacramento, nem um momento me ausentar e dar-Vos o que possuo e que tudo a Vós pertence: o meu coração, o meu corpo com todos os seus sentidos. É toda a minha riqueza.

 
 

Eu Te adoro, Bom Jesus

Eu Te adoro, Bom Jesus, Eu Te adoro, meu Senhor.

Eu Te adoro, nesta Hóstia, Amor da minha alma.

Ó Pão dos Anjos, ó Pão dos Anjos, ó meu Amor.

Naquela Hóstia está Jesus, o meu Senhor,

Naquela Hóstia vive escondido o Rei do Céu, meu Criador!

Salve Hóstia bendita, Salve Hóstia bendita!

Em Ti habita o Senhor; em Ti habita o meu Pai. Em Ti habita o meu

Criador.

 

 

Jesus, eu sou toda Vossa

Ó meu querido Jesus, eu me uno em espírito, neste momento e desde este momento para sempre, a todas as Santas Hóstias da Terra, em cada lugar onde habitais sacramentado. Ai quero passar todos os momentos da minha vida, constantemente, de dia e de noite, alegre ou triste, só ou acompanhada, sempre a consolar-Vos, a adorar-Vos, a amar-Vos, a louvar-Vos e glorificar-Vos! Ó meu Jesus, eu queria tantos atos de amor meus, constantemente a cair sobre Vós, de dia e de noite, como chuva miudinha cai do céu para a terra num dia de inverno. Não queria só meus, mas de todos os corações de todas as criaturas do mundo inteiro!... Oh! Como eu Vos queria amar e ver amado por todos! Vede, Jesus, os meus desejos e aceitai-mos já, como se eu Vos amasse. Ó Jesus, nem um só Sacrário fique no mundo, nem um só lugar onde habitais sacramentado sem que hoje, e desde hoje para sempre, em cada momento da minha vida, eu esteja lá sempre a dizer:

“Jesus, eu amo-Vos! Jesus, eu sou toda Vossa. Sou a Vossa vítima, a vítima da Eucaristia, a lampadazinha das Vossas prisões de amor, a sentinela dos Vossos Sacrários! Ó Jesus, eu quero ser vítima dos sacerdotes, a vítima dos pecadores, a vítima do Vosso amor, da minha família, da Vossa santíssima Paixão, das Dores da Mãezinha, do Vosso Coração, da Vossa Santa Vontade, a vítima do mundo inteiro!... Vítima da paz, vítima da Consagração do mundo à Mãezinha!”

 

(Doença)

Ó meu querido Jesus, quero ir visitar-Vos aos Vossos Sacrários mas não posso, porque a minha doença obriga-me a estar retida no meu querido leito de dor. Faça-se a Vossa vontade, Senhor, mas, ao menos, meu Jesus, permiti que nem um momento se passe sem que à portinha dos Vossos Sacrários eu vá em espírito dizer-Vos: Meu Jesus, quero amar-Vos, quero abrasar-me toda nas chamas do Vosso amor e pedir-Vos pelos pecadores e pelas almas do Purgatório.

 

 

Eu Vos mando tudo (doentes)

Meu Jesus, estou doente, não posso ir visitar-Vos às Vossas igrejas, mas, meu querido Paizinho do Céu, estou a cumprir a missão que Vós destinastes para mim. Seja feita a Vossa Santíssima vontade em todas as coisas.

Meu Bem-Amado, Vós sabeis os meus desejos, que são estar na Vossa presença no Santíssimo Sacramento. Mas, já que eu não posso, mando-vos o meu coração, a minha inteligência para aprender todas as Vossas lições, o meu pensamento para que só em Vós pense, o meu amor para que só a Vós ame, só a Vós busque, só por Vós suspire, só Vós, meu Jesus, em tudo e por tudo.

 

 

Consagração por Maria

Ó minha querida Mãe do Céu, vinde apresentar ao Vosso e meu querido Jesus, nos Vossos Sacrários, as minhas orações e fazer mais valiosos os meus pedidos. Ó Refúgio dos pecadores, dizei a Jesus que quero ser santa! Sim, Santíssima Virgem? Ah! Dizei-Lhe também que quero muitos sofrimentos, mas que não me deixe sozinha nem um momento, porque só tenho que confundir-me, porque nada sou, nada possuo, nada valho. Dizei-Lhe que O amo muito, mas que O quero amar ainda muito mais. Quero morrer abrasada no amor de Jesus e no Vosso. Sim? Dizei-Lhe muitas coisas de mim; fazei-Lhe todos os meus pedidos. Confio, confio em Vós! Ó Maria, dai-me o Céu!

 

Mãezinha, vinde comigo para os Sacrários, para todos os Sacrários do mundo, para toda a parte o lugar onde Jesus habita sacramentado. Fazei-Lhe a minha humilde oferta. Oh! Como Jesus ficará contente com a oferta mais pobrezinha, mais miserável, mais indigna!... Mas oferecida por Vós, como terá valor junto do Vosso e meu querido Jesus!... Ó Mãezinha, eu quero andar de Sacrário em Sacrário a pedir favores a Jesus, como a abelhinha de flor em flor, a chupar-lhe o néctar! Ó Mãezinha, eu quero formar um rochedo de amor em cada lugar onde Jesus habita sacramentado, para que não haja nada que possa intrometer-se entre o amor para ir ferir o Seu Santíssimo Coração, renovar as Suas Santíssimas Chagas e toda a Sua Santa Paixão. Mãezinha, falai no meu coração e nos meus lábios, fazei mais fervorosas as minhas orações e mais valiosos os meus pedidos.

 

Ave, Maria, cheia de graça, eu Vos saúdo, cheia de graça! Mãezinha, vinde comigo para os Sacrários, vinde cobrir o meu Jesus de amor. Oferecei-Lhe tudo quanto se passar em mim, tudo quanto tenho costume de oferecer, tudo quanto se possa imaginar, como atos de amor para Nosso Senhor Sacramentado.

 

 

 

CONSAGRAÇÃO A JESUS

 

A Vossa bênção, Jesus! Eu quero ser santa!

A Vossa bênção, Jesus! Eu quero ser santa! Ó meu Jesus, abençoai a Vossa filhinha que quer ser santa. (Dizia também:)

Louvado seja Nosso Senhor... As Três Pessoas da Santíssima Trindade me abençoem, assim como S. José, Maria Santíssima e todos os Anjos, Santos e Santas do Céu! Que as bênçãos do Céu desçam sobre mim e nada terei que temer. Serei santa: são esses os meus mais ardentes desejos.

 

 

Coração bendito

Ó meu querido Jesus, eu me consagro toda a Vós. Abri-me de par em par o vosso Santíssimo Coração. Deixai que eu entre nesse Coração bendito, nessa fornalha ardente, nesse fogo abrasador. Fechai-o, meu bom Jesus, deixai-me toda dentro do Vosso Santíssimo Coração; deixai-me dar aí o último suspiro, embriagada no Vosso Divino amor, queimada nas chamas de amor. Não me deixeis separar de Vós na Terra senão para me tornar a unir a Vós no Céu, por toda a eternidade.

Jesus, vou convidar a Mãezinha! É Ela quem Vos vai falar por mim. Vou e já venho, sim, meu Jesus?

 

 

Imolai-me conVosco

Ó meu Jesus, eu me uno em espírito, neste momento, e desde este momento para sempre, a todas as Santas Missas que de dia e de noite se celebram na Terra. Jesus, imolai-me conVosco a cada momento no altar do sacrifício; oferecei-me convosco ao Eterno Pai pelas mesmas intenções por que Vós mesmo Vos ofereceis.

 

 

Só a Vós pertenço

Jesus é a minha força, é o meu amor, é o meu esposo. Deixai, meu Jesus, que eu, a Vossa a louquinha de amor, Vos diga, não com os lábios mas com o coração: só a Vós pertenço.

Não tenho nada, nada que não seja de Jesus.

É bem duro falar assim, quando se sente o contrário! Nas horas mais amargas da vida, nos dias de tanta luta, em que o demónio me diz o contrário, só o contrário.

Maldito! Não te pertenço! Tu és só digno de desprezo! És a mentira!

Jesus é todo meu, e eu sou toda de Jesus. Coração meu, grita alto, muito alto ao teu Jesus, que O amas! Sim? Que O amas mais que a todas as coisas da Terra e do Céu!!!

Sou de Jesus na alegria, sou de Jesus na tristeza, sou de Jesus nas trevas, nas horríveis tribulações, na pobreza, no abandono total.

Por Jesus sofro tudo para O contemplar, para salvar as almas.

Enviai, Jesus, à Vossa Alexandrina, à Vossa vítima, tudo quanto se possa imaginar, tudo o que houver e que se possa chamar sofrimento. Com Vós, Jesus, com o Vosso Divino auxílio e o da Vossa e minha querida Mãezinha, tudo venço. Nada temo.

Eu beijo-te, eu abraço-te, ó Cruz bendita do meu Jesus!!!

 

 

Ouvi, Jesus, ouvi, meu Amor!

Ouvi, Jesus, ouvi, meu Amor!

Para poder obter aquilo por que tanto anseia o meu coração, fazei que os

meus olhos não vejam senão a Vós: que os meus ouvidos não oiçam senão

as coisas do Céu: que a minha língua e os meus lábios não se movam

senão para falar de Vós, das Vossas coisas, e dos Vossos louvores; que o

meu coração não tenha outros sentimentos que não sejam de amor e de

dor: amor para Vos amar, dor para Vos consolar e reparar.

 

 

Coração do meu Jesus

Coração do meu Jesus

Coração do meu Amado!

Coração do meu Jesus

Coração do meu Amado!

O Pão da Eucaristia

Ó abrigo da minha alma.

Ó Rei divino - Ó Rei Divino.

Ó Deus de Amor - Ó meu bom Pai.

Ó meu Bom Pai - Ó meu Senhor.

Guarda em Vosso Coração, ó Jesus,

Guarda em Teu Coração, ó Pai.

Guarda o mundo inteiro,

Guarda os filhos Teus,

Guarda-os meu Jesus, filhos do Teu sangue.

Coração do meu Jesus, são todos só Teus.

 

 

 

ORAÇÃO DE PERDÃO

 

Compadecei-Vos

Amo-Vos, Jesus, de todo o meu coração. Compadecei-Vos desta pobre doentinha e levai-a para Vós, quando for da Vossa vontade. Sim, amado Jesus? Nunca Vos esqueçais de mim, que sou uma grande pecadora.

 

 

Ó meu Jesus, tem compaixão!

Ó meu Jesus, tem compaixão,

O meu Jesus, tem compaixão!

Perdoa aos filhos Teus,

Perdoa, que são Teus filhos,

Perdoa, que são só Teus.

Ó Sangue inocente,

Ó Sangue inocente!

Todo derramado no alto da Cruz,

 

No alto da Cruz, no cimo do Calvário!

Tem compaixão,

Ó meu Bom Jesus,

Guarda os filhos Teus,

Em Teu Coração.

Eu Te adoro, meu Jesus,

Eu Te adoro no Sacrário.

Eu Te adoro, ó Jesus vivo…

 

 

Perdão por Maria

Ó minha querida Mãe, rogai a Jesus por esta filhinha, tão pobre, tão pecadora. Não há outra como eu. Não mereço ser atendida. Como me tenho eu atrevido a ofender o meu querido Jesus!? Que miserável eu tenho sido por ter ofendido o meu Jesus!

 

 

 

COMUNHÃO ESPIRITUAL

 

Ó meu Jesus, vinde ao meu pobre coração! Ah! Eu desejo-Vos, não tardeis! Vinde enriquecer-me das Vossas graças; aumentai-me o Vosso santo e Divino amor. Uni-me a Vós! Escondei-me no Vosso Sagrado Lado! Não quero outro bem senão a Vós! Só a Vós amo, só a Vós quero, só por Vós suspiro! Dou-vos graças, Eterno Pai, por me haverdes deixado a Jesus no Santíssimo Sacramento. Dou-Vos graças, meu Jesus, e por último peço-Vos a Vossa santa bênção! Seja louvado a cada momento o Santíssimo e Diviníssimo Sacramento!

 

 

Jesus, vem ao meu coração;

Está faminto, está sequioso de Ti.

Vem, vem habitar em mim!

Não Te separes de mim!

Não posso viver sem Ti!

 

 

Jesus, Jesus, vem ao meu coração.

Quem Te amar, quer-Te possuir, Jesus.

Quem Te amar, não quer ofender-Te.

Vem, vem, depressa, a mim, Jesus.

Vem saciar a minha sede de amor.

Vem matar a fome que tenho de Te receber.

Vem a mim, Jesus, vem a mim, que sou Tua.

Vem a mim, Jesus, que só quero o Teu alimento.

Guarda-me em Teu Coração, na Santíssima Eucaristia.

Esconde-me, ó meu Amor.

 

 

Meu Jesus Sacramentado,

Vem já ao meu coração,

Vem dar-me a vida, Jesus,

Vem dar-me o Teu amor e tem compaixão.

Deixai-me viver contigo, ó Jesus.

Transforma-me nos raios ardentes do Teu amor.

Sou Tua, só Tua, meu Jesus,

Eternamente Tua, meu Jesus!

 

 

Vem a mim, Jesus.

Vem ao meu pobre coração.

Suspiro por Teu amor.

Vem, Jesus, vem depressa.

Voa até mim.

Seja o meu coração o Teu Sacrário.

O meu corpo o Teu templo sagrado.

Jesus, vem depressa.

Suspiro por Te receber.

Suspiro só por Te possuir.

Vem ao meu pobre coração.

Enriquece-me. Vem depressa.

Não tardes mais.

 

Orações à Mãezinha

A oração fazia parte do dia-a-dia da Beata Alexandrina. Ao longo dos anos e como se verifica nos escritos da Beata Alexandrina, a maior parte dos seus pedidos a Jesus e à Mãezinha são orações faladas ou cantadas. Era através da oração que louvava, agradecia e intercedia pelos pecadores do mundo e pelas almas do purgatório. Também era uma forma da Beata Alexandrina se sentir mais próxima de Jesus e de Nossa Senhora.

Imagem do Imaculado Coração de Maria, 

no túmulo da Beata Alexandrina

 

 

LOUVOR À MÃEZINHA

 

Eu vos saúdo, ó cheia de graça!

Ave Maria, cheia de graça! Eu vos saúdo, ó cheia de graça! Soberana Rainhado Céu e da Terra, Mãe dos pecadores, eu, a mais indigna de todas as filhas, vos agradeço de todo o coração, ó Santa Mãe de Deus, por terdes consentido que o meu amabilíssimo Jesus encarnasse em vossas puríssimas entranhas para redenção da humanidade. Sim, minha Mãezinha, encarnar, nascer, viver trinta e três anos no mundo e por fim morrer numa cruz pelos miseráveis filhos de Eva! Entenda quem puder tantos excessos de amor, que eu por mim só tenho que confundir-me e lamentar este meu pobre coração por não ter correspondido a tanta bondade dos meus dois queridos amores, Jesus e Maria! A mais indigna das vossas filhas.

 

 

Ó minha Mãezinha do Céu

Ó minha Mãezinha do Céu, eu tenho tanta, tanta confiança em vós, que não sei explicar-vos o amor que vos tenho.

Ó minha Mãe, é muito, mas queria muito mais, muito mais; só vós me podeis alcançar essa graça e também o amor ao vosso e meu querido Jesus. Ai, aumentai-mo muito, muito! Abrasai-me em chamas de puro amor! Sim, sim, minha boa Mãezinha!?

 

 

Feliz

Feliz, oh, feliz 

Se eu tal conseguia,

Morrer a cantar

O nome de Maria!

 

Feliz quem mil vezes

Na longa agonia

Com amor repete

O nome de Maria

 

 

Querida Mãezinha

Querida Mãezinha:

Ao principiar o Teu mês bendito, venho pedir-Te a Tua bênção, o Teu amor, para eu poder amar o Teu e meu querido Jesus. Quero amá-Lo tanto, tanto, quero ser uma louquinha de amor, quero só viver e morrer de amor! Ajudai, minha querida Mãezinha, o Vosso Jesus a imolar e sacrificar esta que quer dar o sangue e a vida pelas almas e pelo Vosso Jesus. Dá-me, Mãezinha, a Tua pureza, a Tua humildade, a Tua obediência; dá-me as Tuas virtudes para que eu seja santa, para dar toda a glória ao Teu Jesus para quem só quero viver.

Mãezinha, peço-Te esta esmolinha do Céu: quero que o mês de maio seja para mim o último que passo na Terra. Quero ir depressa gozar do Teu Jesus e da Tua doce companhia. Quero continuar junto de Ti a implorar perdão e misericórdia para o mundo Teu.

Tua filha a mais indigna,

pobre Alexandrina.

 

 

 

CONSAGRAÇÃO À MÃEZINHA

 

Ave, Maria, cheia de graça! Eu Vos saúdo, ó cheia de graça! Ó Mãezinha, eu quero ser santa! Ó Mãezinha, abençoai-me e pedi a Jesus que me abençoe!

 

(E consagrava-me a Ela assim:) Mãezinha, eu Vos consagro os meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração; a minha alma, a minha virgindade, a minha pureza, a minha castidade; a pureza e a virgindade de.... Aceitai, Mãezinha, é Vossa, sois Vós o cofre sagrado, o cofre bendito da nossa riqueza. Consagro-Vos o meu presente e o meu futuro, a minha vida e a minha morte, tudo quanto me derem a mim, rezarem por mim e oferecerem por mim. Ó Mãezinha, abri-me os Vossos santíssimos braços, tomai-me sobre eles, estreitai-me ao Vosso santíssimo Coração, cobri-me com o Vosso manto e aceitai-me como Vossa filha muito amada, muito querida, e consagrai-me toda a Jesus. Fechai-me para sempre no Seu Divino Coração e dizei-lhe que O ajudais a crucificar-me, para que não fique no meu corpo, nem na minha alma nada por crucificar.

 

 

Transformai-me toda em amor

Ó Mãezinha, fazei-me humilde, obediente, pura, casta, na alma e no corpo. Fazei-me pura, fazei-me um anjo. Transformai-me toda em amor, consumi-me toda nas chamas do amor de Jesus. Ó Mãezinha, pedi perdão a Jesus por mim! Dizei-Lhe que é o filho pródigo que volta a casa do seu bom Pai, disposto a segui-Lo, a amá-Lo, a adorá-Lo, a obedecer-Lhe e a imitá-Lo. Dizei-Lhe que não quero mais ofendê-Lo. Ó Mãezinha, obtende-me uma dor tão grande dos meus pecados, que seja tal o meu arrependimento que eu fique pura, que eu fique um anjo! Pura como fiquei depois do meu Batismo, para que pela minha pureza mereça a compaixão do meu Jesus, de O receber sacramentalmente todos os dias e de possuí-Lo para sempre em mim até dar o último suspiro.

 

 

Quero ser toda Vossa

Ave, Maria, eu vos saúdo, ó minha Mãe Santíssima. Ó minha querida Mãezinha, que hei-de eu dar-Vos no dia do Vosso aniversário? (08/09/1933) Não tenho mais nada que Vos dar, dou-Vos o meu corpo e a minha vida. Quero ser toda Vossa. Não rejeiteis a minha oferta, ó minha querida Mãe. Rogai a Nosso Senhor por mim, ouvistes? Quero ser toda, toda Vossa. Dou-Vos quanto tenho.

Ó meu Jesus, não rejeiteis nada do que peço à Vossa Santa Mãe!

Sois minha Mãe muito querida. Oh, quem me dera ter uma boa oferta para Vos dar, mas ao menos tenho a boa vontade! Dai-me o Céu!

 

 

Mãe de Jesus e Mãe minha

Mãe de Jesus e Mãe minha, ouvi a minha oração: eu Vos consagro o meu corpo e todo o meu coração. Purificai-mo, Mãe Santíssima. Enchei-mo do Vosso amor. Colocai-o mesmo Vós junto a Jesus nos Sacrários, para Lhe servir de lâmpada enquanto o mundo durar.

Aceitai, ó Mãe do Céu, as flores que colhi durante este mês bendito; reverdecei-as e perfumai-as. Entregai-as a Jesus por mim. Abençoai-me, santificai-me, ó minha querida Mãezinha do Céu.

 

 

Abençoai-me

Mãezinha: eu venho humildemente aos Vossos santíssimos pés depor as flores espirituais que durante o mês colhi. Estou envergonhada e confundida. Que pobreza! Em que estado Vo-las entrego! Estão tão murchas, tão desfolhadas! Mas Vós, ó querida Mãezinha celestial, podeis transformá-las. Reverdescei-as, abrilhantai-as e ide consolar e perfumar com elas a Jesus por mim. Falai-Lhe das minhas penas e das minhas aflições. Bem sabeis tudo que me faz estar atribulada. Fazei-Lhe comigo de novo todos os meus pedidos e despachai Vós, em nome de Jesus, Vo-lo peço, as pobres flores por quem foram oferecidas. Fazei de um modo particular que com todas elas eu faça um belo ramalhete para oferecer ao Santo Padre, neste dia do seu aniversário.

Querida Mãezinha, neste último dia do Vosso mês bendito, como despedida, já que nada mais tenho para Vos dar, dou-Vos todo o meu corpo e Vos peço, por quem sois, que mo guardeis e me tomeis para sempre nos Vossos Santíssimos braços como Vossa filha muito querida.

Abençoai-me, pedi a Jesus Sacramentado que me abençoe também e toda a Santíssima Trindade.

Adeus, Mãezinha, perdoai-me tudo.

A pobre Alexandrina Maria da Costa

 

 

Ó minha amável Senhora

Ó minha Mãezinha do Céu, eis aqui aos Vossos santíssimos pés uma alma que Vos deseja amar. Ó minha amável Senhora, eu quero um amor que seja capaz de tudo sofrer só por amor de Vós e por amor do meu querido Jesus! Sim, do meu Jesus que é o tudo da minha alma. Ele é a luz que me alumia, é o pão que me alimenta, é o meu caminho, só pelo qual eu quero seguir. Mas, minha soberana Rainha, sinto-me tão fraca para passar por tantas contrariedades da vida!... Que será de mim sem Vós e sem o meu querido Jesus? Ó minha Mãezinha do Céu, lá do trono em que estais, vede este meu triste viver. Vinde em meu auxílio. Abençoai-me e pedi a Jesus por mim, Vossa indigna filha.

 

 

 

FLORINHAS

 

Alexandrina: O mês de Maria, em 1935 – Desejosa de consolar a Mãezinha e por seu amor sofrer alguma coisa, pensei em escrever nuns pedacinhos de papel uns pensamentos todos os dias do mês de maio. Em cada dia tirava um à sorte e procurava viver segundo o que estava escrito. Isto só com o fim de consolar Jesus por meio da Mãezinha. Eis o que saiu para cada dia do mês:

 

1 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para obter um amor doido a Jesus Sacramentado e para que seja amado de todos no Santíssimo Sacramento.

 

2 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelas intenções do meu padrinho e família.

 

3 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelos pecadores que me estão muito recomendados.

 

4 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo por todos os pecadores do mundo.

 

5 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para obter um amor doido a Maria Santíssima.

 

6 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelos sacerdotes.

 

7 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei pelas intenções que me estão mais recomendadas.

 

8 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei pelo meu Diretor espiritual.

 

9 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para obter o amor dos anjos, dos querubins e serafins.

 

10 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei sem me queixar.

 

11 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelo que for da vontade de Nosso Senhor.

 

12 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo em memória da Paixão de Nosso Senhor.

 

13 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pela minha mãezinha.

 

14 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, mortificarei o meu corpo.

 

15 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei só para viver para Jesus e para Maria.

 

16 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelo Santo Padre e pelas necessidades da Santa Igreja.

 

17 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelas dores de Nossa Senhora.

 

18 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pela minha querida Çãozinha.

 

19 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, entrego-Lhe o meu corpo como vítima e renovo o meu voto de virgindade e pureza.

 

20 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para só pensar em Jesus e Maria.

 

21 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para ser muito amiga do meu Anjo da Guarda.

 

22 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, guardarei silêncio.

 

23 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para obter o amor da Santíssima Trindade.

 

24 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei para alcançar tudo de Nosso Senhor e ser santa.

 

25 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, renovarei o voto de oferecer tudo pelas Almas do Purgatório.

 

26 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo, em primeiro lugar, pela Nossa Cruzada Eucarística e por outra que me foi recomendada e por todas do mundo inteiro.

 

27 - Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei pela minha querida irmãzinha.

 

28 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pela conversão e necessidades de toda a minha família.

 

29 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo pelos pecadores que estão para mais depressa irem para a presença de Nosso Senhor.

 

30 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, sofrerei tudo para obter o amor de todos os santos e santas.

 

31 – Por amor de Maria Santíssima e de Jesus Sacramentado, não comerei sobremesa.

 

No primeiro de maio, aos pés de Maria: um verdadeiro e sincero amor da minha parte para com a minha Mãe Santíssima e para com Jesus Sacramentado.

 

 

Em 1936, já sem forças para escrever por minha mão e querendo dar a mesma prova a Jesus e à Mãezinha do ano anterior, pedi à minha irmã para escrever os pensamentos que se seguem em bilhetinhos, para em cada dia tirar um, sofrendo e amando segundo essa intenção. Seguem os pensamentos:

 

1 – Por amor de Jesus e para muita consolação da querida Mãezinha do Céu, vou sofrer tudo pelos sacerdotes, para que eles sejam o que Jesus quer: cumpridores dos seus deveres e muito santos.

 

2 – Para consolar muito, muito a querida Mãezinha do Céu, vou sofrer neste dia para que Jesus seja amado, muito amado na Santíssima Eucaristia.

 

3 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei neste dia pelas intenções das pessoas que tenho costume de pedir mais em particular.

 

4 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei neste dia pelo bom êxito das missões, para que em breve ressoe dum cantinho ao outro do mundo a palavra de Jesus, única Verdade.

 

5 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei tudo hoje pelos pecadores que me estão recomendados.

 

6 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, e como prova da minha gratidão para com Eles, sofrerei hoje pelo meu Pai espiritual. Devo-lhe tanto, tanto!...

 

7 – Por amor de Jesus e da Mãezinha do Céu, sofrerei neste dia pela paz das nações e para que Jesus as converta.

 

8 – Por amor de Jesus e para obsequiar a querida Mãezinha do Céu, sofrerei tudo para que Ela seja amada e querida por todos os que vivem e hão-de viver até ao fim dos séculos, e que em breve a Ela seja consagrado o mundo inteiro.

 

9 – Por amor de Jesus e da minha Santíssima Mãe, sofrerei hoje tudo pela minha irmãzinha da Sertã, pelas melhoras da irmã dela e por todas as suas necessidades.

 

10 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei tudo hoje para a canonização e beatificação de todos os santos, para que seja dada muita honra e glória a Nosso Senhor.

 

11 – Por amor de Jesus e de minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pelo meu Pai espiritual, pela minha família e pelas necessidades por que mais se interessa e lhe são mais recomendadas.

 

12 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei hoje tudo por toda a família da Çãozinha.

 

13 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei tudo neste dia pela minha irmã, para que ela seja muito santa.

 

14 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pelo Sr. Padre Manuel Araújo, pela irmã e sobrinha.

 

15 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei tudo pelos sacerdotes que desprezaram a lei de Nosso Senhor, esquecendo-se do honroso nome de Seus discípulos, para que voltem a amar Jesus e as almas.

 

16 – Por amor de Jesus e da minha Mãe Santíssima, sofrerei neste dia pela conversão dos pecadores que estão mais perto de dar contas a Nosso Senhor, para que morram em estado da Sua Divina graça.

 

17 – Por amor de Jesus e da Mãezinha do Céu, sofrerei tudo neste dia para que não venha o bolchevismo para Portugal.

 

18 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei neste dia pelas pessoas que me são mais queridas, para que Nosso Senhor lhes conceda todas as graças e as faça santas.

 

19 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei neste dia para que seja dada muita honra e glória à Santíssima Trindade e que todos conheçam o Divino tesouro que trazem dentro de si.

 

20 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pela Çãozinha, para que seja muito santa, e pelas suas necessidades.

 

21 – Por amor de Jesus e da Maria Santíssima, sofrerei tudo neste dia pela conversão dos pecadores do mundo inteiro. Tanto não queria que fossem mais alminhas para o inferno!...

 

22 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pelas necessidades do meu padrinho e família, para que Nosso Senhor os ajude.

 

23 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei tudo hoje para ser mais humilde, mais obediente, mais pura, toda abrasada no amor do querido Paizinho e da querida Mãezinha do Céu.

 

24 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei hoje tudo para obter de Nosso Senhor a graça de chegar ao maior grau de santidade.

 

25 – Por amor de Jesus e para agradar muito à querida Mãezinha do Céu, quero hoje orar e sofrer muito pelo Santo Padre. É o pai espiritual do mundo inteiro, é luz e guia de todas as almas, precisa do nosso auxílio.

 

26 – Por amor de Jesus e da Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pelo bom resultado da “Acção Católica” e da nossa “Cruzada”.

 

27 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo pelo bom resultado da Acção Católica e da Cruzada Eucarística do mundo inteiro. Que todos fossem santos, são os meus desejos.

 

28 – Por amor de Jesus e de Maria Santíssima, sofrerei hoje tudo por toda a minha família.

 

29 – Por amor de Jesus e de e de Maria Santíssima, sofrerei hoje tudo pelas necessidades da minha mãe, para que ela seja muito santa.

 

30 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei tudo neste dia pelo triunfo da Santa Igreja.

 

31 – Por amor de Jesus e da minha Mãezinha do Céu, sofrerei hoje tudo para me converter deveras a Nosso Senhor, cumprindo em tudo a Sua santíssima vontade, sendo o que Ele quer que eu seja.

 

 

 

ORAÇÕES - ÊXTASES

 


Ó Mãe triste e dolorosa

Junto à cruz do teu Jesus.

Ó Mãe triste e dolorosa

Junto à cruz do teu Jesus

Em pranto estais desfeita

Em pranto estais desfeita

De pranto estais desfeita

De espadas sois trespassada.

Salva ó Virgem pura e bela!

Salva o mundo ó Mãe bendita!

Salva a humanidade perdida!

Salva ó Virgem pura e bela!

Salva, salva com tua dor!

Ó Mãe salva com tua dor!

Implora perdão ó Virgem

Implora perdão ó Virgem

Junto ao trono, junto ao trono do Senhor.

Vem Jesus, vem Jesus, vem ao meu peito!

Ó vem não Te recebi!

Vem encher meu coração!

 

 

Um terno adeus, ó Virgem

Um terno adeus, ó Mãe

Aceita em teu Coração

Aceita em teu Coração

                                    As dores, as dores da Tua pobre filha, ó Mãe.

 Aceita, ó Virgem bendita,

este pobre coração

Entrega-o ao Teu Jesus

Pede-lhe por mim perdão.

Um terno adeus de saudade

te dá hoje a filha tua

te dá hoje a filha tua

te dá hoje a filha tua

Atende, ó Mãe, aos rogos meus

Vai pedir perdão para os pecadores,

para os filhos teus

Um terno adeus de saudade

te dá hoje a filha tua

Vai, ó Mãe, pedir perdão

Vai, ó Mãe, pedir perdão

Para o mundo pervertido

Tem, ó Virgem, compaixão

Por amor do teu Jesus

Entrega a humanidade

Naquele Coração puro

Naqueles raios ardentes

Pede, ó Mãe, ao teu Jesus

Pede, ó Mãe, ao teu Jesus

Pelos filhos que são teus

Adeus, ó Virgem, adeus, ó Virgem

Ó Mãe tão terna, dá-me a Jesus

dá-me a Jesus e leva-me contigo para o teu Céu?

 

 

 

ORAÇÕES - SENTIMENTOS DA ALMA

 

Mãezinha tem compaixão dos filhos teus!

Mãezinha tem compaixão da humanidade!

São vossos filhos, ó Mãezinha, filhinhos da Vossas dores, ó Mãezinha!

Mãezinha, pede perdão a Jesus!

Ah! Tantos, tantos, se conhecessem Jesus não O ofendiam!

Mãezinha recorda-os a Jesus o quanto sofreste junto da Cruz e por tudo pede perdão para os pecadores e paz para o Mundo inteiro!

A tua bênção, o Teu carinho e o Teu amor.

 

 

Ó Mãezinha, ó Mãezinha, Jesus não Te nega nada.

Vai depressa pedir, vai pedir.

Pede ao Espírito Santo de Quem és Esposa;

Pede ao Eterno Pai de Quem és Filha;

Pede a Jesus de Quem és Mãe.

Mãezinha, Mãezinha, pede, manda perdão para a terra, a paz e o amor do teu Jesus!

 

 

Ó Mãe da Dores, quem não há-de amar-Te?

Foram as Tuas dores, que salvaram o mundo, juntas às de Jesus.

Vem agora, ó Mãe bendita, vem de novo com elas;

Pede a Jesus, pede a Jesus perdão, pede a Jesus perdão.

Mãe, Mãe bendita, o mundo está em perigo, o mundo está em guerra.

Pede a Jesus a paz para o mundo Teu.

Pede a Jesus paz para o nosso querido Portugal.

Mãe, pede, pede e manda ao Teu Jesus.

Ó Mãe, ó Mae bendita, fazei que todos os pecadores se convertam a Jesus.

O pecado é a causa da guerra, é a causa dos nossos males.

Ó Mãe das Dores, pede a Jesus, pede que nada Te será negado!

 

 

Mãezinha querida, não sou digna, sei que o não sou, de vos chamar pelo dulcíssimo nome de Mãe. Valei-me, acudi-me, acudi ao mundo, acudi a todos os filhos vossos e fazei com que eu prove, com a minha vida perfeita e com o amor a Jesus, ser vossa filha. Escondei-me, ajudai-me a desaparecer, a perder-me em Jesus, a ser louca por Jesus!

 

Oração diária de Alexandrina

«Pela manhãzinha, principiava a fazer as minhas orações, começando pelo Sinal da Cruz, e logo me lembrava de Jesus Sacramentado, fazendo a Comunhão espiritual e dizendo esta jaculatória:

“Sagrado Coração de Jesus, este dia é para Vós.” Repetia-a por três vezes.

 

Depois continuava:

“A vossa bênção, Jesus! Eu quero ser santa! Ó meu Jesus, abençoai a Vossa filhinha que quer ser santa.” Dizia também:

“Louvado seja Nosso Senhor... As Três Pessoas da Santíssima Trindade me abençoem, assim como S. José, Maria Santíssima e todos os Anjos, Santos e Santas do Céu! Que as bênçãos do Céu desçam sobre mim e nada terei que temer. Serei santa: são esses os meus mais ardentes desejos.” Rezava três “Gloria Patri”. Depois oferecia as obras do dia assim:

“Ofereço-Vos, ó meu Deus, em união...” Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória ao Pai... Sagrado Coração de Jesus, que tanto nos amais, fazei...” e o Credo.

 

Depois continuava:

“Ó meu Jesus, eu me uno em espírito, neste momento, e desde este momento para sempre, a todas as Santas Missas que de dia e de noite se celebram na Terra. Jesus, imolai-me conVosco a cada momento no altar do sacrifício; oferecei-me convosco ao Eterno Pai pelas mesmas intenções por que Vós mesmo Vos ofereceis.”

 

Voltada para a Mãezinha, dizia-lhe:

“Ave, Maria, cheia de graça! Eu Vos saúdo, ó cheia de graça! Ó Mãezinha, eu quero ser santa! Ó Mãezinha, abençoai-me e pedi a Jesus que me abençoe!”

E consagrava-me a Ela assim: “Mãezinha, eu Vos consagro os meus olhos, meus ouvidos, minha boca, meu coração; a minha alma, a minha virgindade, a minha pureza, a minha castidade; a pureza e a virgindade de.... Aceitai, Mãezinha, é Vossa, sois Vós o cofre sagrado, o cofre bendito da nossa riqueza. Consagro-Vos o meu presente e o meu futuro, a minha vida e a minha morte, tudo quanto me derem a mim, rezarem por mim e oferecerem por mim. Ó Mãezinha, abri-me os Vossos santíssimos braços, tomai-me sobre eles, estreitai-me ao Vosso santíssimo Coração, cobri-me com o Vosso manto e aceitai-me como Vossa filha muito amada, muito querida, e consagrai-me toda a Jesus. Fechai-me para sempre no Seu Divino Coração e dizei-lhe que O ajudais a crucificar-me, para que não fique no meu corpo, nem na minha alma nada por crucificar.

 

Ó Mãezinha, fazei-me humilde, obediente, pura, casta, na alma e no corpo. Fazei-me pura, fazei-me um anjo. Transformai-me toda em amor, consumi-me toda nas chamas do amor de Jesus. Ó Mãezinha, pedi perdão a Jesus por mim! Dizei-Lhe que é o filho pródigo que volta a casa do seu bom Pai, disposto a segui-Lo, a amá-Lo, a adorá-Lo, a obedecer-Lhe e a imitá-Lo. Dizei-Lhe que não quero mais ofendê-Lo. Ó Mãezinha, obtende-me uma dor tão grande dos meus pecados, que seja tal o meu arrependimento que eu fique pura, que eu fique um anjo! Pura como fiquei depois do meu Batismo, para que pela minha pureza mereça a compaixão do meu Jesus, de O receber sacramentalmente todos os dias e de possuí-Lo para sempre em mim até dar o último suspiro.

 

Mãezinha, vinde comigo para os Sacrários, para todos os Sacrários do mundo, para toda a parte o lugar onde Jesus habita sacramentado. Fazei-Lhe a minha humilde oferta. Oh! Como Jesus ficará contente com a oferta mais pobrezinha, mais miserável, mais indigna!... Mas oferecida por Vós, como terá valor junto do Vosso e meu querido Jesus!... Ó Mãezinha, eu quero andar de Sacrário em Sacrário a pedir favores a Jesus, como a abelhinha de flor em flor, a chupar-lhe o néctar! Ó Mãezinha, eu quero formar um rochedo de amor em cada lugar onde Jesus habita sacramentado, para que não haja nada que possa intrometer-se entre o amor para ir ferir o Seu Santíssimo Coração, renovar as Suas Santíssimas Chagas e toda a Sua Santa Paixão. Mãezinha, falai no meu coração e nos meus lábios, fazei mais fervorosas as minhas orações e mais valiosos os meus pedidos.

 

Ó meu querido Jesus, eu me consagro toda a Vós. Abri-me de par em par o vosso Santíssimo Coração. Deixai que eu entre nesse Coração bendito, nessa fornalha ardente, nesse fogo abrasador. Fechai-o, meu bom Jesus, deixai-me toda dentro do Vosso Santíssimo Coração; deixai-me dar aí o último suspiro, embriagada no Vosso Divino amor, queimada nas chamas de amor. Não me deixeis separar de Vós na Terra senão para me tornar a unir a Vós no Céu, por toda a eternidade.

Jesus, vou convidar a Mãezinha! É Ela quem Vos vai falar por mim. Vou e já venho, sim, meu Jesus?

 

Ave, Maria, cheia de graça, eu Vos saúdo, cheia de graça! Mãezinha, vinde comigo para os Sacrários, vinde cobrir o meu Jesus de amor. Oferecei-Lhe tudo quanto se passar em mim, tudo quanto tenho costume de oferecer, tudo quanto se possa imaginar, como atos de amor para Nosso Senhor Sacramentado.”»

 

Dizia três vezes: “Graças e louvor se dêem a cada momento…” e fazia a comunhão espiritual já descrita. Nesta altura, dizia tudo isto que se segue a Nossa Senhora, para Ela repetir ao Seu amado Filho, por mim:

“Ó Jesus, cá está a Mãezinha, escutai-A, é Ela quem Vos vai falar por mim.

Ó querida Mãezinha do Céu, ide dar beijinhos aos Sacrários, beijos sem conta, abraços sem conta, mimos sem conta, carícias sem conta, tudo para Jesus Sacramentado, tudo para a Santíssima Trindade, tudo para Vós. Multiplicai-os muito, muito e dai-os de um puro e santo amor, de um amor que não possa mais amar, cheios de umas santas saudades por não poder ir eu beijar e abraçar a Jesus Sacramentado e à Santíssima Trindade e a Vós, minha Mãe querida. Pois não sois Vós a criatura mais amada e mais querida de Jesus? Oh! Dai-os então em meu nome, com esse amor com que amais e sois amada.

Destaques
/imagens/destaques/rsz_anopastoral2016_17.jpg
Agenda
2016-2017
Ano Mariano - Fé Contemplada
30 março 2017
113º aniversário do nascimento da Beata Alexandrina
25 de abril 2017
13.º aniversário da Beatificação de Alexandrina
Localização

Ver mapa maior
ContactosMoradaHorários

Tel. Igreja: (00351) 252 951 601

Tel. Fundação: (00351) 252 951 264 

E-mail: fundacao@alexandrinadebalasar.com

Rua Alexandrina Maria da Costa, 21

4570-017 Balasar PVZ

GPS     41º 24' 17'' N    8º 37' 31'' W

 

Receção da Igreja:

segunda feira a sábado

09h00-12h30 e 14h00-18h00

domingo

09h00 às 12h45 e 14h30 às 19h00 (horário verão)

                                        ou 18h00 (horário inverno)

 

Casa da Alexandrina:

09h00-12h00 e 14h00-19h00